Melhores Cidadãos

 

Melhor Treino,

Estágios Grau 3 no Futebol

Estágios Grau 3 no Futebol

Divulgamos parecer da Treinadores de Portugal enviado à Federação Portuguesa de Futebol que...

Formação online para Treinadores

Formação online para Treinadores

A Universidade Aberta e a Treinadores de Portugal criaram o “Programa de Formação online para...

ICCE destaca 6º Congresso Treinadores

ICCE destaca 6º Congresso Treinadores

Leia a noticia no site do ICCE - International Council for Coaching Excellence aqui  

Fecho 6º Congresso e Fotos

Fecho 6º Congresso e Fotos

  A Treinadores de Portugal congratula-se pela forma como decorreu o 6º Congresso de...

14º Congresso Andebol

14º Congresso Andebol

A 14ª edição do Congresso Técnico Científico de Andebol decorrerá nos próximos dias 14 e 15 de...

1ª reunião Confederação Lusófona de Treinadores

1ª reunião Confederação Lusófona de Treinadores

    A Treinadores de Portugal promove nos dias 3 e 4 de Junho em Gondomar,...

Últimos dias inscrições 6º Congresso Treinadores

Últimos dias inscrições 6º Congresso Treinadores

Ainda não se inscreveu para o 6ª Congresso Treinadores? Ainda vai a tempo mas...

Cooperação no combate aos resultados combinados

iris

A Confederação de Treinadores de Portugal esteve presente no Seminário Europeu que recomenda cooperação no combate aos resultados combinados através do Presidente da Direcção, Pedro Sequeira.

A implementação de uma cooperação oficial, a nível nacional, entre o Estado, o Desporto e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, para combater os resultados combinados, é a principal recomendação de um seminário europeu realizado em Lisboa que teve o apoio da Confederação do Desporto de Portugal.

O seminário tratou essencialmente de uma nova ameaça para a integridade do desporto internacional, europeu e nacional resultante do crime organizado e das apostas clandestinas.
Em Lisboa, com a organização da Santa Casa, realizou-se uma das etapas deste processo de informação e prevenção, de iniciativa da Comissão Europeia e que é desenvolvido pelo IRIS, o Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas, de Paris, em todo o espaço europeu.
A cooperação recomendada aponta, numa primeira fase, para a criação de um grupo de trabalho com representantes governamentais das Finanças, Administração Interna, Justiça e Desporto, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, das organizações de cúpula do desporto português e das mais principais federações desportivas. Este grupo teria por objectivo avançar com um plano de acção de combate aos resultados combinados.
São ainda recomendados a criação da figura do “responsável para a integridade” em cada grande federação desportiva; acções de educação envolvendo jogadores, árbitros e treinadores; e medidas legislativas contra as apostas ilegais.

Fonte: Confederação do Desporto de Portugal, 24.04.2014

Pedro Sequeira eleito Presidente da Confederação de Treinadores de Portugal

 

Pedro Sequeira é o novo Presidente da Confederação de Treinadores de Portugal (Confederação Portuguesa das Associações de Treinadores). As eleições para os Órgãos Sociais da Confederação para o quadriénio 2014/2017 realizaram-se este sábado dia 5 de Abril de 2014 tendo a lista sido eleita por unanimidade pelas Associações de Treinadores presentes:

 

Direção

Presidente – Pedro Sequeira (Andebol)

Vice-Presidente – Anabela Leite (Atletismo)

Vice-Presidente – Carlos Diniz (Futebol)

Vice-Presidente – Mário Jorge Silva (Golfe)

Vice-Presidente – Marta Martins (Natação)

 

Assembleia Geral

Presidente – José Curado (Basquetebol)

Vice-Presidente – Maria da Graça Simões (Futebol)

Secretária – Carla Sofia de Sousa (Karaté)

 

Conselho Fiscal

Presidente – José Pereira (Futebol)

Vice-Presidente – Filomena Santos (Andebol)

Relator – Maria do Rosário Mendes Conceição (Voleibol)

 

O recém-eleito Presidente da Confederação de Treinadores afirmou "A Confederação de Treinadores iniciou, oficialmente, o seu percurso no dia 6 de Outubro de 1997. Durante os últimos anos, um conjunto de atividades foi realizado e permitiu à Confederação de Treinadores dar-se a conhecer, granjear prestígio e afirmar-se na atual conjuntura do sistema desportivo português e também a nível internacional. Consideramos que, apesar do que foi efetuado no passado, a Confederação de Treinadores tem ainda um longo a caminho a percorrer dado que uma Confederação desta natureza necessita de tempo para conseguir integrar, consolidar e potenciar atividades, projetos e ideias. Candidatámo-nos aos Órgãos Sociais da Confederação de Treinadores pois acreditamos que podemos criar as condições para melhorar a dinâmica da Confederação de Treinadores, seja ao nível da produção de conhecimento, da sua divulgação ou da sua articulação com o sistema desportivo português – em todas as suas vertentes".

 

Alguns dos objetivos traçados pelos novos órgãos sociais da Confederação de Treinadores de Portugal são: promover os Treinadores e as suas Associações, contribuir para a construção de uma presença cada vez mais forte do Treinador a nível Europeu e Mundial através das parcerias com o ECC e ICCE, criar uma plataforma com os Países Lusófonos e cooperar com todas as entidades do sistema desportivo português.

O Obrigado de José Curado

Não será possível termos um desporto de alta qualidade sem termos treinadores altamente qualificados!

Foi com este pensamento sempre presente que passei boa parte dos últimos quarenta anos da minha vida, uma vez que desde 1974 sempre tenho estado ligado ao movimento associativo dos treinadores, inicialmente no processo de criação e desenvolvimento da Associação Nacional de Treinadores de Basquetebol e depois no da Confederação dos Treinadores, seguindo-se a participação em organizações internacionais (International Council for Coaching Excellence e European Coaching Council) e na Comissão de Treinadores do Comité Olímpico de Portugal.

Liderei o processo de constituição da Confederação e a respetiva Direção durante vinte e dois anos, os quais chegaram agora ao seu fim. Com as eleições realizadas no passado dia 5 de Abril a Confederação tem agora uma nova equipa responsável, à qual quero, também aqui, desejar os maiores sucessos.

Com o acordo dos novos responsáveis manterei as minhas funções no Comité Olímpico de Portugal e nas organizações internacionais, continuando assim a dar o meu contributo para que treinadores e treinadoras tenham uma representatividade mais qualificada, melhor formação e maior reconhecimento social.

Ao longo dos vinte e dois anos na Confederação foram inúmeras as pessoas e instituições com as quais me relacionei, desde o anónimo treinador aos sucessivos responsáveis pela Tutela, sistema desportivo nacional e organismos internacionais. Seria pouco prático estar aqui a tentar enumerá-las, até pelo risco de algo me escapar. Naturalmente que “nem tudo foram rosas”, até pela vastidão do percurso. Contudo, sempre respeitei todos os envolvidos e deles recebi adequada compreensão e, muitas vezes, excelentes contributos que me ajudaram a fazer o percurso, tendo este culminado com a concretização de uma velha aspiração dos treinadores e treinadoras – a implementação do Programa Nacional de Formação de Treinadores.

Posto isto, e de forma muito singela, a todas e todos o meu MUITO OBRIGADO.

José Curado

Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto
Instituto do Desporto e Juventude
Writing & Design Creative